março 11, 2019Nenhum comentário

Embalagem e Rotulagem como ferramentas de marketing

O marketing é um conjunto de estratégias que buscam atender as necessidades dos clientes e otimizar os lucros empresariais. Praticamente todos os produtos comercializados pelas empresas precisam de embalagem e rotulagem, seja para ajudar na decisão de compra do consumidor, evitar a deterioração de produtos ou facilitar o transporte. Sendo assim, embalagem e a rotulagem são muito importantes para o marketing em diferentes níveis.

A logísticas dos produtos

De um ponto de vista logístico, a embalagem é essencial para garantir a proteção do produto. Mantê-lo perfeito até a chegada ao consumidor, assim como facilitar o transporte e o estoque, são as principais características logísticas das embalagens. Já as rotulagens são importantes para garantir que as informações de validade, lote e outras organize a produção e distribuição dos produtos.

rotulagem

Regras e normas para embalagem e rotulagem

Já de um ponto de vista legal, a embalagem e a rotulagem são essenciais para aderir à normas e leis que garantem o bom funcionamento do mercado como um todo. A rotulagem deve seguir regras de órgãos regulatórios importantes para informar o consumidor sobre o que ele realmente está consumindo, além de garantir a qualidade dos produtos.

rotulagem

O trabalho de rotulagem consiste em pesquisas e acompanhamento do processo de produção e das regras, para fornecer na embalagem as informações relevantes e necessárias. Cada tipo de produto pode ter regras diferentes, além de serem exigidas normas de fabricação, validade e código de barras. Este trabalho influencia também no marketing da empresa por afetar diretamente a otimização de lucros e adequação ao mercado.

Ter um produto com embalagem e rotulagem aprovados para comercialização pelos órgãos regulatórios, além de fornecer todas as informações que o consumidor procura, é essencial para a comercialização e sucesso de vendas de um produto. Afinal, não pode-se investir em campanhas super criativas se o produto não puder ser comercializado de forma correta e que atenda às expectativas do consumidor.

Assim, o trabalho de rotulagem deve ser desenvolvido por profissionais experientes na área e com visão de planejamento de todo o processo de produção e comercialização do produto.

Desenvolvimento de embalagem e rotulagem para atrair o consumidor

Outro aspecto de grande importância no marketing é o uso da embalagem e da rotulagem como meios de comunicação e ponto de contato com o consumidor de forma direta. O design de embalagem é essencial para atrair o público alvo e construir uma imagem da marca com o consumidor. Um projeto bem desenvolvido, garante a rápida identificação da marca no produto e a venda através da imagem construída com todo o esforço de marketing. Embalagens desenvolvidas com foco no público são mais atraentes para ele e conquistam a atenção e a fidelidade do cliente.

Além disso, a rotulagem pode fornecer as informações que aquele público específico procura, garantindo que o consumidor esteja informado e tome uma decisão segura ao escolher aquele produto. Todo o design da embalagem e as informações da rotulagem promovem o produto e garantem que ele seja atrativo e relevante para o seu público alvo.

rotulagem

Ao desenvolver um planejamento de marketing que garanta um posicionamento relevante neste mercado tão competitivo, é preciso colocar a embalagem e a rotulagem como uma das peças principais, que estão no processo de marketing desde a fabricação e logística, até a comercialização e fidelização do consumidor.

E para isso, conte com a Indústria da Imagem, empresa com mais de 20 anos de mercado e experiência no processo de Inteligência de Embalagem, que envolve todos os pontos de contato com o design de embalagem e rotulagem. Conheça alguns dos nossos cases em nosso site: https://designdeembalagem.com.br/projetos. Para saber mais sobre nossos serviços, entre em contato com nossa equipe: contato@industriadaimagem.com.br | +55 31 2512-7990.

Siga a Indústria da Imagem nas redes sociais para saber mais sobre Inteligência de Embalagem:

Facebook: https://www.facebook.com/designdeembalagem/

Instagram: https://www.instagram.com/designdeembalagem/

LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/ind-stria-da-imagem/

janeiro 12, 2018Nenhum comentário

Conheça a Proposta de Iniciativa Regulatória para a revisão dos requisitos de rotulagem nutricional de alimentos

Como sabemos, por lei a Anvisa é responsável por regulamentar, controlar e fiscalizar os produtos e serviços que envolvam risco à saúde pública, inclusive alimentos, embalagens e a rotulagem nutricional. Nos últimos anos vemos um trabalho constante no melhoramento das informações em rótulos de alimentos, como as informações de alergênicos, transgênicos e outras informações que estão ligadas diretamente com a saúde da população.

Por outro lado, estudos mostram uma piora da saúde pública com relação à obesidade e doenças relacionadas ao excesso de peso. Nos últimos nove anos o número de pessoas com excesso de peso no país aumentou em 23%, atingindo hoje mais da metade da população brasileira. E este problema tem afetado principalmente pessoas com menor escolaridade. A obesidade é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis, que são responsáveis hoje por 72% dos óbitos no Brasil.

rotulagem nutricional

Neste sentido, a rotulagem nutricional está diretamente ligada a um problema grave de saúde pública. O consumo desinformado leva à escolha de produtos que contribuem para agravar o problema. E já que o macrotema da agenda regulatória 2017-2020 da Anvisa é “Rotulagem de Alimentos”, o relator Renato Porto sugeriu uma Iniciativa Regulatória para a revisão dos requisitos de rotulagem nutricional de alimentos.

rotulagem nutricional

Para isso foi levantado um estudo dos fatores que prejudicam a efetividade da rotulagem nutricional no Brasil:

  • dificuldades na atualização da legislação brasileira, devido à fragmentação da legislação e à complexidade do ambiente regulatório
  • Baixa convergência internacional com as diretrizes do Codex Alimentarius (programa da ONU);
  • abrangência limitada apenas aos alimentos embalados;
  • apresentação gráfica inadequada, uma vez que a tabela nutricional tem um formato pouco atrativo ou intuitivo e com pouca legibilidade;
  • o modelo atual não facilita a comparação entre os alimentos, não comunica os riscos nutricionais e não está associada a outras informações;
  • os valores declarados possuem baixa precisão, já que podem variar até 20%;
  • as ações de suporte são insuficientes, como mecanismos para ajudar os fabricantes na determinação do valor nutricional, para orientar o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária na fiscalização e para educar o consumidor sobre escolhas alimentares mais saudáveis.

rotulagem nutricional

Para isso o relator propõe seguir as diretrizes do Codex Alimentarius de criar normas que padronizem a rotulagem nutricional para fornecer informações claras e precisas, considerando o nível educacional da população, as barreiras de comunicação e as culturas locais. E para isso ele sugere que os modelos de rotulagem nutricional frontal que vem sendo adotado por países de todo o mundo.

rotulagem nutricional

Considerando todos estes pontos, a sugestão da proposta para a melhoria da rotulagem nutricional brasileira é que ela:

  1. atraia a atenção do consumidor, sendo compreensível e útil;
  2. tenha um design gráfico atrativo;
  3. esteja alinhada às Políticas Públicas de Saúde e aos Guias Alimentares;
  4. guie o consumidor sobre como integrar o alimento à alimentação geral;
  5. auxilie o consumidor a identificar alimentos com quantidades elevadas de nutrientes associados às doenças crônicas não transmissíveis;
  6. seja de declaração obrigatória em todos os alimentos para permitir comparações;
  7. e não exija elevado conhecimento nutricional e esforço cognitivo para sua interpretação.

Para revisar a rotulagem nutricional é preciso revisar também normas que estão diretamente associadas à rotulagem e que sofrem mudanças constantes em um âmbito até político, como as diversas RDCs já aprovadas.

Portanto, para revisar a rotulagem nutricional o relator propõe uma discussão que envolva todos da sociedade, população, consultas públicas, especialistas, pesquisas em modelos internacionais e inclusive o Congresso Nacional.

Este processo regulatório com certeza irá trazer benefícios para a população e mais transparência para as empresas de alimentos. Portanto precisamos sempre nos manter em dia com as novas regras e resoluções da rotulagem nutricional no Brasil. Na Indústria da Imagem estudamos a finco todas as regras para criar design de embalagem totalmente alinhado com as regras das instituições reguladoras do nosso país.

novembro 17, 2017Nenhum comentário

Projeto de lei defende selos em embalagens

Que informações de embalagens podem ser confusas, todos nós sabemos. Mas o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) realizou uma pesquisa que apontou que somente 25,1% da população brasileira é capaz de entender completamente o que está nos rótulos dos produtos que consomem.

O fato é que, mesmo que as pessoas tenham acesso às informações nutricionais e de composição dos produtos nas embalagens, elas ainda não sabem interpretar estas informações. Por exemplo: os consumidores, quando leem maltodextrina em um rótulo, sabem que é açúcar e que em excesso pode causar problemas? Neste caso, o excesso de informação gera ainda mais dúvidas, o que pode ser um fator que influenciou o aumento do consumo de produtos ultraprocessados e com excesso de gordura, açúcar e sódio no Brasil.

embalagens

Projeto de lei para identificação em embalagens

Por causa deste problema, um projeto de lei foi criado para criar novas regras para rótulos e embalagens. O PLS 489/2008 sugere que 4 selos sejam inseridos nas embalagens de produtos ultraprocessados ou com excessos:

  • Excesso de calorias
  • Excesso de gorduras
  • Excesso de sal
  • Excesso de açúcar

O projeto também defende que os produtos que tenham excesso de algum destes componentes sejam proibidos de veicular propagandas e proibidos de serem comercializados em escolas.

O projeto pretende ajudar o consumidor a entender melhor o que está realmente consumindo, além de incentivar as fábricas a desenvolverem produtos menos maléficos aos consumidores. O PLS 489/2008 é de autoria do Senador Cristovam Buarque e está em análise na CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) com o relator Armando Monteiro.

Novos padrões de embalagens

Paralelamente a este Projeto de Lei, a discussão é constante sobre a melhor forma de se informar o consumidor do que ele está comprando e consumindo. Desde 2014 a Anvisa criou um grupo que estuda a rotulagem nutricional. Este grupo apresentou este ano 4 novos modelos de rotulagem com base em estudos de eficácia de rótulos nutricionais.

  1. Modelo 1

Rotulagem nutricional com círculo vermelho, verde ou amarelo na tabela nutricional alertando alto, médio ou baixo teor dos componentes.

embalagens

  1. Modelo 2

Este modelo segue a ideia das cores de semáforo, como no modelo 1, mas sugere que estas informações estejam no rótulo frontal do produto, ao invés de ficar na tabela nutricional. O modelo 2 é defendido pela Abia (Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação).

embalagens

  1. Modelo 3

Com base no modelo chileno que vem provando grande eficácia, este modelo defende o uso de octógonos pretos no rótulo frontal informando os altos teores de calorias, açúcar, sódio, gorduras, presença de edulcorantes e aditivos alimentares.

embalagens

  1. Modelo 4

O último modelo apresentado, defendido pelo Idec, sugere algo similar ao modelo chileno: destacar os excessos de açúcar, sódio, gordura e edulcorantes no rótulo frontal do produto, mas em um triângulo preto com fundo branco. Além de destacar em amarelo os produtos em excesso na tabela nutricional e incluir frases de advertência para o uso moderado de ingredientes culinários.

embalagens

A discussão está acontecendo em todo o país com o intuito padronizar rótulos e embalagens, além de torna-los mais eficazes em informar o consumidor. E para você, qual modelo apresentado pela Anvisa é mais eficaz?

Na Indústria da Imagem estamos atentos à toda essa discussão de rótulos e embalagens para seguir sempre as regras e criar embalagens eficazes para nossos clientes, sempre defendendo a transparência com o consumidor final.

Para mais contatos com a nossa equipe acesse https://designdeembalagem.com.br/contato

Image Map

contato@industriadaimagem.com.br  | + 55 (31) 2512 7990
Av. do Contorno 2090, 6º andar - Floresta - Belo Horizonte/MG - CEP 30110-012

contato@industriadaimagem.com.br 
+ 55 (31) 2512 7990
Av. do Contorno 2090, 6º andar - Floresta - Belo Horizonte/MG - CEP 30110-012

 contato@industriadaimagem.com.br 
+55 (31) 2512 7990
Av. do Contorno 2090, 6º andar - Floresta - Belo Horizonte/MG - CEP 30110-012

 

© 1997 – 2017 | INDÚSTRIA DA IMAGEM DESIGN DE EMBALAGEM

 

© 1997 – 2017 | INDÚSTRIA DA IMAGEM DESIGN DE EMBALAGEM

 

© 1997 – 2017 | INDÚSTRIA DA IMAGEM DESIGN DE EMBALAGEM